Clorito De Sódio 2

Clorito De Sódio

O clorito de sódio (NaClO2) é um composto químico usado principalmente pela fabricação de papel. O ácido livre, o ácido acético, HClO2, só é estável em baixas concentrações, pelo que, a nível comercial, não o encontraremos como item puro. Não obstante, o sal sódico proporcional, o clorito de sódio, se é estável, pelo que, esta sim, existe como item comercial. O clorito de sódio é obtido indiretamente do clorato de sódio, NaClO3.

A principal aplicação de clorito de sódio é a geração de dióxido de cloro pra branqueamento e desmantelamento de têxteis, papel e celulose. Também é utilizado pra obtenção de água potável, em plantas municipais de tratamento de água, a partir da formação “in situ” de dióxido de cloro a partir do clorito de sódio. Em sinopse orgânica, o clorito de sódio é usado frequentemente pra oxidação de aldeídos a ácidos carboxílicos. Recentemente, o clorito de sódio tem sido utilizado como um agente oxidante pra converter os furanos alugar correspondentes a 4-oxo-2-ácidos alquenoico numa sinopse simples “one pot”.

O clorito de sódio, como muitos agentes oxidantes, poderá ser explosivo e tem que continuar protegido da contaminação acidental de outros instrumentos orgânicos. O clorito de sódio é um forte oxidante e, então, poderá-se esperar que causam os sintomas clínicos idênticos aos do clorato de sódio, famoso: meta-hemoglobinemia, anemia, insuficiência renal. Uma dose de 10 a quinze gramas de cloreto de sódio pode ser letal. EMEA confirmaram que a sintomatologia clínica é muito aproximado à causada pelo cloreto de sódio no rato, o rato, o coelho e o macaco verde.

  • Ter sempre acessível água limpa e fresca
  • Tamagotchi + Cor.(Japão)
  • Jogos de pintar e desenhar
  • a Sua resposta é lenta e desigual
  • 4 Ver bem como
  • 4 Ásia do Sul
  • Gavião colorado, Busarellus nigricollis
  • Chinchilas: São muito ativas

Só há um caso humano na literatura médica de intoxicação por clorito de sódio, que parece comprovar que a toxicidade é idêntico a do cloreto de sódio. A analogia com o cloreto de sódio, mesmo em pequenas quantidades por volta de um grama podes-se esperar que cause náuseas, vómitos e até já pôr em perigo a vida por hemólise em deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase.

A EPA estabeleceu um grau máximo de um miligrama de clorito por litro (um mg/L) em água potável. Nos países anglo-saxões têm chamado a esta dissolução Master Mineral Solution ou solução mineral-prima em português. As autoridades sanitárias de diversos países, como essa de alguns cientistas, médicos e associações de pacientes, consideram este item totalmente inútil e danoso. Em Portugal também se espalhou pra esta prática, ainda que, no ano de 2010, a Agência do Medicamento obrigou à retirada do mercado do objeto.

uma vez que continua a sua promoção e distribuição, pouco tempo atrás, o governo português colocou o tema em mãos do ministério público, diante da alternativa de que se trate de um crime contra a saúde pública. ↑ Annangudi SP, Sun M, Salomon RG (2005). “An efficient synthesis of 4-oxo-2-alkenoic acids from 2-alkyl furans” (abstract).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima