Espécies De Papagaios 2

Espécies De Papagaios

É nativo das regiões nororientales o Quênia e a Tanzânia. É amplamente produzido em cativeiro como animal de estimação ou ave de gaiola. É um dos inseparáveis mais resistentes e mais comuns no mercado de aves, muito atraente por seu semblante fascinante. O nome genérico vem do grego agape, carinho, e ornis, ave, ou melhor, a ave do amor. Em inglês lovebird, o nome comum para o gênero, significa o mesmo.

Em Portugal e outros países, o gênero é mais conhecido por agapornis como nome comum. O termo é inseparável de uma tradução pro português do nome em inglês, que aponta muito bem a afectuosidad destas aves, que formam par para toda a vida. É chamado de mascarado, em razão de a sua coloração e os olhos lhe dão a aparência de uma máscara.

O inseparável mascarado está entre os Agapornis mais menores. Seu tamanho médio é entre 12,cinco e 15 cm É uma espécie com várias variações de cores graças a mutações. Sua principal característica é a cor negra ou castanho quase preto da cabeça, com cada olho rodeado de um anel branco, o que parece estar mascarado.

O bico é vermelho radiante. A forma selvagem tem o pescoço e a porção superior do peito amarelo e algumas vezes toma um tom alaranjado à frente, o resto da plumagem é em sua maior parte verde. O ventre é mais claro e nas asas tem as penas de voo negras.

macho e Fêmea são idênticos. A variedade azul tem as cores azul e branco, onde o selvagem tem cores verde e amarelo, respectivamente. Há opções com a máscara de cor azul chamados frequentemente “cobaltos”. Os imaturos têm cores mais pálidas. Como com qualquer animal de estimação, é fundamental que o futuro proprietário assegure-se de que o pássaro que vai adquirir tenha sido reproduzida em cativeiro, e não tirada da meio ambiente. Além das razões de conservação e éticas, os animais de origem silvestre são mais propensos a adoecer e morrer.

Podemos optar por adquirir um papillero, que são os inseparáveis, que ainda não comem sozinhos e foram expulsos do ninho para que sejam criados à mão. O impecável é que pra dar início esse recurso, o pintainho tenha de 20 a 25 dias; antes, devem defesas dos pais e depois pode ser que não se tornem para nós. Durante o mês e meio traseira haverá que empapillar, alimentar, o pintainho com uma seringa, utilizando três ou 4 vezes ao dia e a todo o momento que o papo se mostre vago.

Para isso, desejamos utilizar alimentos de venda em lojas de animais destinados principlamente para a construção à mão de papilleros. Durante esse tempo bem como é muito sério que o filhote tenha uma fonte de calor que simule o calor que receberia no ninho. Se dedicamos este tempo a nossa mascote, conseguiremos um animal muito carinhoso e obediente. Requer uma dieta variada, principalmente de sementes e frutas ou vegetais frescos.

  • Sapo: Frog
  • Ter tido o vontade de submeter-se à operação de mais de cinco anos
  • um Ausência dentária ou deformação de encurtamento da mandíbula
  • Glutão: Wolverine

Os fantásticos frutas e legumes para alimentá-los são os de cores verde ou amarelo. Vegetais de folhas, como alface “romana”, são também bastante úteis, todavia não indispensáveis. Não convém alimentar com nada salgado, alface “iceberg”, nem ao menos com nada contendo cafeína ou chocolate. O abacate (ou abacate) e muitas algumas frutas desta família são venenos eficazes para os papagaios em geral.

Devido ao motivo do nome do gênero, as pessoas tendem a crer que os inseparáveis, no momento em que estão em cativeiro, vivem melhor formando casais, o que não é sempre que é verdade. Como outros psitacídeos, são pássaros muito sociais, que podem furar companheiros humanos no momento em que se oferece muita atenção e cuidado. Como todos os inseparáveis são capazes de ser grandes animais de estimação, se o teu dono está disposto a dispensar-lhes tempo, essencialmente se são adquiridos e alimentados à mão desde a mais tenra idade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima