O Seu Gato Pode Provocar Uma Doença Mental? 2

O Seu Gato Pode Provocar Uma Doença Mental?

Há anos que, de vez em quando, aparecem notícias a respeito da relação que existe entre os felinos domésticos e a escolha de montar uma doença mental. Mas, se sois proprietários de um gato não deveis alarmaros pelo motivo de os vossos gatos não vos vão voltar loucos. De acordo com estudos científicos, os gatos não são os responsáveis, mas se podes aumentar o risco, o Toxoplasma gondii.

O Toxoplasma gondii (T. Como vasto divisão dos parasitas, o T. gondii segue um ciclo que envolve muitas fases e compradores intermediários. Os gatos se contagiam ao ingerir roedores, aves ou outros animais e com o teu excremento, contagiam outros animais como porcos, ovelhas ou humanos. Em pessoas saudáveis a toxoplasmose, é, pela maioria dos casos, é assintomática, ou razão uma doença parelho à gripe, mas em indivíduos imunodeprimidos podes ser nocivo ou até já fatal. No caso das grávidas, o T. gondii atravessa a placenta e causar graves danos ao feto em criação.

Por esta explicação, as mulheres gestantes não inmunizadas devem evitar consumir carne crua ou estar em contato com fezes de gato. Além disso, a comunidade científica tem apontado a hipótese de que o T. gondii desempenhe um papel pela doença mental, incluindo a esquizofrenia. Mas, ainda que não se tenha efetivado mais de 100 estudos não foi encontrada uma correlação evidente, nenhum ilustrou que o parasita em realidade cause uma doença mental. Estima-Se que o T. gondii infecta por volta de 30% da população de gatos. A maioria não mostra nenhum sintoma, todavia conseguem criar icterícia ou cegueira e testar alterações de personalidade, se o parasita se espalha ao fígado ou ao sistema nervoso.

nas primeiras semanas depois da infecção, um gato pode lançar a cada dia milhões de oocistos na sua caixa de areia. Apenas por volta de 11% das pessoas se tornam infectadas com T. gondii (detalhes dos Estados unidos), todavia as taxas são muito mais altas nas regiões onde as pessoas comem carne crua ou com saneamento deficiente.

As taxas de infecção ultrapassam os 90% em várias partes da Europa e da América do Sul. Mesmo após mais de 100 estudos não encontrou uma relação de causa-efeito comprovada, sim, há uma evidência de que nasce dos roedores. Estes animais desenvolvem comportamentos anômalos no momento em que infectados com T. Gondii: eles perdem o susto do cheiro a urina de gato, chegando mesmo a correr diretamente pros felinos que nos esperam todos os dias joão. Esses cistos são benignos em pessoas saudáveis, porém um crescente número de fatos sugere que a infecção podes trocar a personalidade e aumentar a alternativa de construir esquizofrenia e outras doenças mentais.

  • O gergelim ou sésamo
  • o Que que há a ter em conta, principalmente, pela hora de amparar um animal de estimação
  • 4 Benefícios em saúde
  • 1 Resumo simples
  • Inflamação da vesícula
  • Incisivos: 3+3 -Caninos: 1+um -pré-molares: 4+4 -Molares: 2+dois
  • Uma nova existência
  • um Divisões administrativas

Embora o parasita não chegue a infectar o cérebro, uma infecção crônica pelo T. Gondii poderá aumentar a inflamação, que se relaciona com transtornos mentais como a esquizofrenia, o autismo e a doença de Alzheimer. As patologias que cursam com depressão – como o VIH – os cistos podem causar uma encefalite mortal, loucura e psicose.

Embora a ligação entre T. Gondii e o transtorno de conduta em roedores é clara, não é descomplicado de testar se isto também acontece com a população humana. Embora a teoria como a toxoplasmose pode causar uma doença mental é “muito concluente”, é muito difícil avaliar numa população humana, diz Karen Sugden, geneticista da Universidade de Duke em Durham, Carolina do Norte. Em um estudo de 2016, Sugden descobriu que 200 da nova zelândia infectados com T. gondii não tinham promessa significativamente mais altas de vir a desenvolver esquizofrenia ou outro transtorno mental.

Mas ela diz que o estudo não prova que o parasita não tenha qualquer vínculo com a doença mental. A esquizofrenia geralmente não aparecem até o final da adolescência ou a idade de 20 anos. O estudo de Sugden, ao idêntico que a maioria de estudos levados a cabo, só se prova o parasita em pessoas adultas, demasiado tarde pra saber se você chegou antes da infecção ou da esquizofrenia. Também, estudos bem como só contam com uma amostra pequena da população e, se se tem em conta que a esquizofrenia é uma doença rara, que influencia 1% da população, atingir resultados estatísticos sólidos é improvável.

No mês passado, uma equipa de cientistas publicou o primeiro estudo a encostar o assunto com uma demonstração grande: mais de 80.000 doadores de sangue dinamarqueses. Contudo, mesmo neste grupo, o número de diagnósticos de esquizofrenia foi muito anão: 151 pessoas. O estudo deu como repercussão que as pessoas que foram expostas ao T. Gondii tinham 47% a mais de chances de serem diagnosticadas com esquizofrenia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima