Privação De Sono 2

Privação De Sono

Privação do sono é a situação de insuficiência de sono poderá ser crônica ou aguda. Poucos estudos compararam os efeitos da falta aguda total de sono e a falta crônica parcial de sono. Uma completa inexistência de sono por longos períodos de tempo, não vem sendo visto em humanos (a menos que sofram de Insônia familiar fatal); pois parece ser que os breves micro-sonhos não podem ser evitados. A total privação de longo prazo de sono tem causado a morte em animais de laboratório. A privação do sono em humanos, tem sido utilizado como tratamento pra depressão(ver abaixo).

mas, uma vez que este estudo foi meramente introspecção é uma maneira especial, o endereço de razão e efeito entre dormir pouco e a diabetes é incerta. Os autores relataram um estudo anterior que mostrava de um jeito bem mais experimental do que a restrição habitual do sono resultou em prejuízo à tolerância à glicose (IGT, por tuas siglas em inglês).

A falta de sono afeta severamente o cérebro e a função cognitiva. O estudo descreveu que o Córtex pré-frontal (área que participa em processos mentais como a memória de trabalho, a lógica e o raciocínio prático (“meios-fins”)), posicionou mais atividade em sujeitos sonolentos. Os pesquisadores interpretaram este repercussão como prova de que o cérebro dos sujeitos privados de sono trabalha mais duro em comparação com os sujeitos sem privação de sono diante de uma tarefa atribuída.

  • O Viveiro
  • Regular a temperatura da incubadora, conforme necessário
  • Comer sopa de repolho
  • décima-Primeira semana: 4 sessões de cardio de 30, 35, 30 e 35 minutos

Um estudo de 2001 no Instituto Médico de Chicago aconselhou que a privação do sono pode estar relacionada com doenças graves, por exemplo doenças do coração e doenças mentais, incluindo psicose e doença bipolar. A ligação entre a privação do sono e a psicose foi em vista disso documentada em 2007, por intermédio de um estudo da Escola de Medicina de Harvard e da Universidade da Califórnia, em Berkeley.

O estudo revelou, utilizando varreduras MRI, que a privação do sono razão que o cérebro se torne incapaz de pôr um evento emocional pela possibilidade apropriada e incapaz de ceder uma resposta controlada e fornecida ao evento. Esta foi a conclusão de um estudo americano em 2000. Dezessete homens de 20 anos se puseram à prova.

Medições repetidas do absoluto regional (CMRglu – metabolização da glicose), o funcionamento cognitivo, o estado de alerta, o humor e as experiências subjetivas foram recolhidas após 0, 24, 48 e setenta e duas horas de privação de sono. Medições adicionais do estado de alerta, o desempenho cognitivo, e do humor, foram coletados a intervalos fixos do princípio ao término do período de privação do sono.

Estudos em animais sugerem que a privação do sono aumenta os hormônios do estresse, as quais podem conter a geração de recentes células nos cérebros adultos. 2004 descreveu que a privação do sono, o que dificultou a cura de queimaduras em ratos. A memória de serviço é comprovada por métodos por exemplo os tempos de reação em tarefas de possibilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima