Será Que É Errado Mimar Demais Os Nossos Cães? 2

Será Que É Errado Mimar Demais Os Nossos Cães?

Nesta segunda-feira me passaram um painel eletrônico de EFE, que o que afirmou. Mimar demasiado os nossos cães não é conveniente e lhes tira a sua dignidade. Titular marcante, com um tema montado entrevistando a psicóloga Carmen Castro, especialista em terapia assistida com animais da liga Hydra, o que me deixou bastante fria. Toca vários paus e há afirmações que, ao despojar-se de mais explicações ficam erradas.

Não entendo se será a maneira em que EFE o elaborou, temo que sim. Apesar do admiração que conseguem oferecer, suprindo o vácuo emocional de seus donos, estes animais não julgam os seres humanos e necessitam ser integrados pela família, sem sofrer uma “antropomorfización” ou tendência a ser humanizados.

A ver, é verdade que há pessoas que compensam as suas carências emocionais com animais, como as há, que as compensam com algumas pessoas, comprando ou mergulhando-se com entusiasmo nas redes sociais. Há pessoas com carências emocionais, é um fato, e só a este tema e como usufruir daria pra um livro inteiro.

  • Átila polimórfico, Attila spadiceus
  • Compreendem algumas ordens com entre 25 e 40 repetições
  • Um berço macio e quente
  • vinte e sete – Leões. Registram cem vítimas fatais por ano
  • Terminar os deveres e se diz orgulhoso a si mesmo: “gj”
  • Inflamação pela perna afetada
  • As 5 melhores vans camper pra viajar no verão
  • Sobes as escadas da piscina sem mãos e pés. –

Também é verdade que há muita gente que se mete a ter cão sem estar preparada, sem saber educá-los. Por acaso, a maioria dos cães tem um fundo super e aproximadamente se educam sozinhos. Infelizmente, não é sempre que é então. E o primeiro não significa que carecemos perceber a natureza e as necessidades do animal que vamos meter sob o nosso teto. Os escalões superiores e inferiores, os alfa, os betas e os ômegas são teorias que prontamente começam a ser superadas felizmente. Isso não significa que, efectivamente, os cão precisam de regras, limites, exercício e admiração, com a consideração de ser um membro da família.

Os limites dependem de cada família. Em um animal bem conjunto socializado e integrado em toda a família, que lhe permita subir no sofá ou não é algo irrelevante. Eu imagino muito melancólico o parágrafo em que se fala de pessoas que “impulsionam desmesuradamente” pra seus cães. É claro que nossos cães são um filiado a mais da família.

E por isso tem que ser. O que é “mimar os lados”? Porque se trata, com isto, a tem essa consideração e permitir momentos no sofá, eu não posso estar de acordo. E categorizar os proprietários que “impulsionam desmesuradamente” como gente frustrada por não ter filhos e pessoas com “muita sensibilidade” que tiveram “inexistência de admiração” é ousado e simplista.

Afirmar que, se um aparecia seus cães como membros de tua família, é por causa de não tem filhos em que depositar este amor, ou já que não recebe estima de outros seres humanos me parece uma barbaridade. Para terminar, em qualquer coisa sim que eu irei estar de acordo. É verdade que há pessoas que estão excediéndose nas atenções que esbanja seus animais atingindo até mesmo o abuso. Não pros níveis de ‘hijoputismo’ que eu tenho visto e exibido por esse website, no entanto de maus-tratos no encerramento das contas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima