Trinta Anos Sem A Outra Divina 2

Trinta Anos Sem A Outra Divina

os suecos que desembarcaram em Hollywood, só a ‘divina’ Greta Garbo pôde lhe fazer sombra. Esta semana se cumprem 30 anos da morte de Ingrid Bergman, uma sueca funcionamento e excessivamente elevada de acordo com os cânones da data que, entretanto, conseguiu se apaixonar inúmeras gerações de espectadores e adquiriu três Oscars. Nasceu no mesmo dia em que morreu 67 anos depois, un29 de agosto, em Estocolmo, e apontou para as aulas de arte dramática para vencer tua timidez.

Seu pai, fotógrafo de profissão, se ele deixou tudo a ela para que cumprisse o seu sonho de ser atriz. O sonho acabño materializándose e é desta maneira que acabaria chegando a Hollywood, no final dos anos 30, onde o produtor David O’Selznick fez testes em Tecnicolor. Essas provas surgiu Intermezzo, video produzido pelo inefável Leslie Howard, o timorato Ashley do que o vento levou.

  • Em 1968, formou-se em Economia Financeira pela Universidade de Pensilvânia
  • 6 Toda bruxa deve da auxílio de sua firmeza grimório
  • Amor, Meu Primeiro Amor (José Manuel “chema” Moscote)
  • Não te mostres tão acessível
  • Cheia de diversão a tua vida

Howard, chato de ser Ashley, só aceitou ser o interesse amoroso de scarlett O’Hara em troca de que Selznick o deixasse fornecer ‘Intermezzo’ e estar ao lado da deslumbrante sueca que tinha acabado de colocar sua marca na meca do cinema. A partir desse instante, chegaram os filmes que a fariam famosa.

George Cukor, que lhe daria o seu primeiro Oscar ao interpretar uma mulher torturada por teu marido, pela Inglaterra vitoriana, transformou-se definitivamente em uma estrela. Tanto, que até o próprio Hitchcock a quis em dois de seus filmes mais lembradas: Lembre-se, ao lado de Gregory Peck, e Acorrentados, juntamente com Cary Grant. Mas os nomes e as grandes vídeos, a Bergman passou ao escândalo.

o Seu romance com o diretor italiano Roberto Rossellini, ao que ele havia escrito uma carta de simpatia, que a levou a estrelar tua Stromboli’, colocou em pé de briga ao setor mais puritano dos Estados unidos. A atriz prontamente foi casada com Petter Lindström quando ficou grávida de Rosselini. A igreja luterana da criticou e chegou a ganhar cartas em que asseguravam que morreria pela fogueira como Joana d’arc, protagonista que havia interpretado antes de entender o italiano e modificar de ares.

Esses aires a conduziram pra um cinema muito diferenciado e uma nova vida pela Itália. Com os anos, veio o divórcio de Rossellini e bem como o regresso a Hollywood, que aconteceu com o vídeo Anastasia (1957), pelo qual ganhou seu segundo Oscar. Parecia que Hollywood tinha perdoado o seu ‘pecado’.

Ao oposto de novas atrizes, condenadas a envelhecer e ter, dessa forma, papéis grotescos em filmes de série B (aí estão Bette Davis e Joan Crawford pra provar isso) Bergman obteve versão brasileira com a maturidade. E ninguém soube retratá-lo mais do que o outro Bergman do cinema, Ingmar. Em sua Sonata de outono, praticada em 1978, Ingrid Bergman interpretou uma mãe castradora e fria como o gelo, uma pianista que foi torturado para sua filha, pelo acessível evento de considerá-la inferior ao teu gênio artístico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima