Uma História Natural Sobre Sapos Australianas 2

Uma História Natural Sobre Sapos Australianas

A rela-verde é uma espécie de enorme tamanho, em comparação com a maioria das algumas espécies de sapos australianas, alcançando dez cm de comprimento. A média de vida de Litoria caerulea em cativeiro, de em torno de 16 anos, é maior do que o das outras rãs. As pererecas verdes são dóceis e estão adaptadas a viver perto de habitações humanas. Algumas vezes as encontra em janelas ou dentro de moradia, comendo insetos atraídos pela luminosidade. Devido ao teu posicionamento e às suas características físicas, Litoria caerulea tornou-se uma das espécies mais conhecidas na sua região de origem e em um animal de estimação exótico popular em o mundo todo.

As secreções da pele de sapo têm propriedades antivirais e anti-sépticas que conseguem ser úteis em preparações farmacêuticas. As rãs verdes arborícolas compartilham o gênero Litoria com dezenas de espécies de sapos endêmicas da Australásia. Joseph Banks, porém foi destruído com o bombardeio alemão do Museu Hunterian, no Royal College of Surgeons, em Londres, pela Segunda Guerra Mundial.

Originalmente, a espécie foi chamada de “sapo azul” (Litoria caerulea) apesar de a cor for verde. Os espécimes originais de White enviados à Inglaterra, foram danificados por conservante e pareciam azuis. A cor do sapo é causado por pigmentos azuis e verdes cobertos por uma camada amarela. O conservante destruiu a camada amarela e lhe deu o sapo um porte azul.

  • Quatro Dissolver uma Aliança
  • três Fogos de artifício e gatos
  • Cobaias
  • Maxilares/dentes: mordedura em torquês em maneira de tesoura
  • 48 – Boxer – Doge Alemão
  • Flocos: aveia, o milho
  • 2 Espécies introduzidas

O epíteto específico, caerulea, que significa “azul”, em latim, tem permanecido similar. O sapo é conhecida simplesmente como a “rela-verde.” Porém, este nome é frequentemente dado à maioria das pererecas verdes da localidade, a título de exemplo, a rela-verde-americana (Hyla cinerea). A rela-verde podes amadurecer até 10 cm de comprimento.

a Sua cor depende da temperatura e da cor do ambiente, variando de marrom a verde; a superfície ventral é branca. Apresenta, as vezes, pintinhas brancas de forma irregular em tuas costas até 5 mm de diâmetro, as quais aumentam em número com a idade. A rã tem grandes discos nas extremidades de cada perna, de por volta de cinco mm de diâmetro pra maturidade.

Estes discos permitem que as rãs aderir a superfícies sempre que escalam e, até mesmo, escalar verticalmente em cristais. Os olhos são dourados e com a íris horizontal, típicos do gênero Anfíbios. Os dedos dos membros anteriores estão unidos entre si em um terço de teu comprimento por uma membrana cutânea.

Os dedos dos participantes posteriores, em contraste, estão unidos por tal membrana em 3 quartas partes de seu comprimento. Os tambores (uma membrana de pele parelho a um tímpano) é compreensível. A rela-verde é parecido à Litoria splendida), que ocorre só no noroeste da Austrália, e pode ser diferenciado na presença de grandes glândulas parótidas e glândulas rostral da cabeça. A rã-arborícola-gigante (Litoria infrafrenata) assim como é normalmente confundida com a rela-verde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima